Secagem de Arroz

Fatos interessantes sobre a secagem do Arroz

Dentro do processo de pós-colheita de grãos um dos fatores mais importantes na conservação do produto armazenado é o controle na secagem. No caso de arroz, além de sistemas bem planejados, é necessário um monitoramento contínuo da operação, em razão da suscetibilidade a quebras durante e após tal procedimento.

Durante a secagem do cereal pode haver consideráveis perdas, seja pela sua característica intrínseca de sensibilidade, pelo método utilizado, pelo manejo térmico do ar de secagem, ou pelos controles da operação e do equipamento. Desta forma, objetivou-se avaliar as operações de secagem de arroz em casca adotadas pela Cooperativa Tritícola de Espumoso Ltda. (Cotriel), unidade de Pantano Grande – RS.

 

Durante o período de abril e maio de 2011 coletaram-se dados para a caracterização específica dos secadores (quantidade, dimensões, aspectos construtivos, tipos, estado de conservação) e monitorou-se o processo de secagem, como temperatura da massa e do ar, percentual de umidade e de grãos inteiros antes e após a secagem.

Em períodos de 15 em 15 dias foram coletadas amostras de arroz nos secadores. Os dados coletados evidenciaram que a unidade possui secadores dos seguintes tipos: dois do modelo chamados de Pampeiros, que são mais antigos e ultrapassados, com capacidade de 30t/h; e dois de torres de cavalete que são um dos mais atualizados no mercado, para 40t/h. Todos os quatro equipamentos estão bem conservados. A temperatura de secagem utilizada no processo foi de 60°C, enquanto a temperatura da massa de grãos teve uma variação entre 32° a 35°C, que é o recomendável para a secagem de arroz. A umidade inicial dos grãos variou entre 17 a 19% e de saída entre 12 a 16%. Salienta-se que a empresa adota o processo de secagem escalonada, através do qual a umidade é reduzida para 15-16% e o produto armazenado sob aeração, retificando ou complementando a secagem parcial dos grãos, depois de passado o pique de safra, para que a massa fique com 12% que é o recomendável para armazenamento prolongado ou definitivo.  Os dados mostraram que os secadores de cavalete, além de reduzirem a umidade em menos tempo, com a mesma temperatura de trabalho, não causam expressivos danos físicos aos grãos, o que reflete na valorização do produto e na estabilidade durante o armazenamento. Outras vantagens são o menor consumo de lenha e a redução da poluição do ambiente de trabalho. Considera-se que o processo de secagem adotado pela empresa está dentro dos padrões recomendáveis, contudo a capacidade de secagem instalada fica aquém da necessidade na época de safra. Os grãos que passaram pelo processo de secagem apresentaram boa qualidade, sem nenhum problema detectado no período avaliado.

Secadores de arroz

Confira abaixo os secadores de grãos da Cool Seed que possibilitam a secagem de arroz.

Secador de bandejas

Fornalha de fogo indireto

Secador de Múltipla Intermitência

Unidade de tratamento de ar

Solicite um orçamento!

Tenha mais informações e tire suas dúvidas sem compromisso

Mais produtos Cool Seed

Também fabricamos e comercializamos outros equipamentos para melhor atender a manutenção de grãos e sementes e melhorar a  qualidade do setor de pós colheita utilizando inovação e tecnologia. Para mais informações click em saiba mais aqui ou acesse nossa URL:  https://www.coolseed.com.br/